Auriculoterapia - o que é e quais seus benefícios

em 28 de maio de 2021

Eeeei, tudo bem com vocês? 

Você já ouviu falar na auriculoterapia ou acupuntura auricular e conhece os seus benefícios? Se você me segue no Instagram deve se lembrar de quando me rendi a essa terapia e o quanto me fez bem. 
Convidei a Ana Tereza, que é a responsável por esse procedimento que realizei, para trazer aqui  para o blog um pouquinho mais sobre essa técnica. 


A Acupuntura Auricular/Auriculoterapia faz parte das terapias da medicina tradicional chinesa (MTC). A medicina chinesa tradicional (MTC) é milenar, é um sistema que se baseia na filosofia de que a doença resulta do fluxo da força vital (Qi). A terapia trata o ser como um todo, buscando que as energias estejam em equilíbrio. Quando isso não acontece surgem as “doenças”.

O Qi é a energia mais pura, que se produz no momento da concepção e infunde a vida do

feto que está no útero. Essa energia começa a se esgotar desde o nascimento, podemos cultivá-la e tonificá-la através de uma boa alimentação, uma respiração correta, uma vida sexual regrada e atividade física equilibrada.

As principais propriedades do Qi são o movimento e a transformação.


Em 1990 a OMS reconheceu a auriculoterapia como terapia para benefício, promoção e manutenção da saúde no tratamento de diversas patologias. E desde então vários estudiosos se dedicam em aprofundar conhecimentos sobre a saúde física e emocional através do pavilhão auricular (nossa orelha).


Indicações da Auriculoterapia

  • Problemas respiratórios

  • Problemas cardíacos

  • Alcoolismo

  • Tabagismo

  • Ansiedade

  • Depressão

  • Distúrbios psicológico e emocional

  • Hipertensão

  • Dores de cabeça

  • Infecção urinária

  • Obesidade

  • Constipação

  • Emagrecimento (ajuda controlando o desejo

  • compulsivo por comer)

  • Distúrbios hormonais

  • Controle da TPM

  • Distensões musculares

  • Contraturas

  • Gripe

  • Dores musculares ou crônicas

  • Dores na coluna

  • Cervicalgia

  • ATM

  • Tireoide

  • Cólica e desequilíbrio menstrual

  • Aliviando os sintomas da quimioterapia


Essas e muitas outras indicações onde essa técnica pode contribuir de forma curativa ou

complementar já que pode ser associada a qualquer tipo de tratamento.


A auriculoterapia NÃO é indicada para:

-Pacientes em fase terminal

-Pacientes epilépticos, sem estar fazendo uso de devido tratamento

-Orelhas com lesão

-Não é recomendado fazer em paciente com jejum de mais de 3 horas, nem logo após refeição



O diagnóstico:

Um tratamento com resultado eficaz, tem como base um bom diagnóstico. Esse deve

levar em consideração quaisquer alterações apresentadas pelo pavilhão auricular.

Para o diagnóstico segundo a MTC seguimos 3 teorias.

O yin e yang  são duas energias de polaridades opostas, interdependentes que se inter-relacionam e se completam. Vivem numa dinâmica de movimentos que resultam em desequilíbrios constantes.

Pessoa com mais energia Yin = Calma, fraca, doenças crônicas, fria, voz fraca, retraído, não tem sede,úmida, quietude, sonolência, com orelha pálida

Pessoa com mais energia Yang = Agitada, forte, excesso,quente, seca,infecção, exigente, voz forte, muita sede,inquietude, insônia, doenças agudas, com orelha vermelha.

Juntamente com Yin e Yang a teoria dos 5 elementos é um dos pilares da Medicina

Oriental. É uma teoria baseada na fisiologia da natureza, comparando tais funções com cinco órgãos: fígado, coração, baço, pulmão e rim, os quais podem se encontrar em excesso, em deficiência gerando estado patológico ou em equilíbrio entendido como saúde.

O equilíbrio desses cinco elementos pode ser entendido como fases ou movimentos das energias Yin e Yang. Acredita-se que as emoções e pensamentos têm papel fundamental no equilíbrio dos elementos e podem aumentar, reduzir ou até mesmo bloquear o sistema energético gerando assim as mais diversas patologias. Na situação de doença, será necessário então, identificar qual elemento está em desequilíbrio para que se inicie um tratamento correto para ele em específico.

E usamos também a teoria do relógio do corpo humano. A energia vital percorre todo o circuito dentro de um ritmo. O horário que se inicia das 3 às 5 horas da manhã no meridiano do pulmão, obedecendo o seguinte percurso: das 5h às 7h – intestino grosso; das 7h às 9h – estômago; das 9h às 11h – baço-pâncreas; das 11h às 13h – coração; das 13h às 15h – intestino delgado; das 15h às 17h – bexiga; das 17h às 19h – rins; das 19h às 21h – circulação-sexo; das 21h às 23h – triplo aquecedor (sistema digestivo/respiratório/ excretor); das 23h à 1h– vesícula biliar; da 1h às 3h – fígado. Dessa forma é importante repararmos que horário você acorda durante a noite ou se sente mais indisposto ou com mais fome e assim podemos perceber qual órgão está com excesso ou falta de energia.

Através dessas teorias e das queixas do paciente, estabelece-se assim o melhor tratamento para o paciente em específico.



O que é normal sentir durante a aplicação:

  • calor no pavilhão auricular

  • adormecimento

  • incômodo na orelha: é normal pacientes que sentem dor, latejante, pulsada que pode ocorrer tanto na orelha que está recebendo o estímulo, como na orelha oposta

  • sensação de algo passando sobre a pele no local reflexo a zona auricular que está sendo estimulada

  • sangria espontânea: em pontos com excesso ou acúmulo de Qi quando estimulados pela agulha; a sensação é geralmente de alívio imediato para o paciente.


Materiais e estímulos usados:


  • Cristais - são pequenos pontos em forma de bolinha que são utilizados para tratamento no pavilhão auricular com função de equilibrar de acordo com suas funções programadas. Por ser material seguro é mais indicado entre os estímulos para crianças, sua permanência no pavilhão auricular pode se estender por um período de até “dez dias”.

  • Esfera de ouro - tem função de tonificar o ponto, sua permanência no pavilhão auricular pode ser de oito dias.

  • Esfera de prata - tem função de sedar o ponto, sua permanência no pavilhão auricular pode ser de até oito dias.

  • Agulha semipermanente (agulha pequena) - com aparência de uma pequena tachinha. Após a aplicação da agulha, a mesma deve ser coberta com um micropore para evitar que caia. Seu tempo de permanência no pavilhão auricular não deve ultrapassar sete dias.

  • Agulha filiforme (agulha grande) - também usada na acupuntura sistêmica, essa agulha deve ser colocada no pavilhão auricular pelo período de vinte a trinta minutos e, durante esse período o paciente deve permanecer deitado, é retirado pelo profissional após esse tempo.

  • Magneto - um imã que tem função de atrair o sangue para o ponto utilizado, com função de tratamento do mesmo. Lado liso dispersa, lado abaulado tonifica.

  • Moxa incenso - é um material usado para aquecer o pavilhão auricular, tirando a friagem e estimulando a circulação de energia local.

  • Stiper – uma pastilha de silício com função de atrair o sangue para o ponto com o estímulo com objetivo de tratamento do mesmo. É um estímulo seguro e muito indicado para patologias ortopédicas. (NOVIDADE).

  • Massagem - podem ser usadas técnicas de massagem no pavilhão auricular.


______________________________________________________________


Vejam com ficou a minha orelha quando colocamos as agulhas semipermanentes:



Lá no meu Instagram, salvei um destaque contando a minha experiência sobre a auriculoterapia, assista clicando aqui.

E se você se interessou pelo procedimento, quer conhecer mais e viver essa experiência agende um horário com a Ana Tereza (que também trabalha com massagem relaxante e aromaterapia e aqui em Guaranésia atende na Estetica La Belle)


Depois me conte se você fez e o que achou, tenho certeza que irá adorar.

Obrigada por ler até aqui Beijos e até a próxima.


Bota Croco - Se Inspire

em 26 de maio de 2021

Eeei, tudo bem com vocês?
Se você acompanha as minhas redes sociais já percebeu que estou completamente apaixonada pela nossa coleção de botas, não é? Não é atoa que fizemos um ensaio exclusivo para mostrar alguns modelos para vocês que temos disponíveis na Estação Luxo Boutique.



O croco é uma textura que imita a pele do crocodilo e essa tendência se aplica desde cores neutras como: preto, branco, marrom e bege, até às mais coloridas: azul e pink, por exemplo e as metalizadas: prata, grafite e dourado...
E a textura couro é tendência fortíssima para essa temporada de outono/inverno e se aplica em calçados, bolsas, acessórios e até mesmo detalhes de roupas. 

Para compor o meu look eu escolhi a bota preta, de salto fino, com cano longo (que não chega a ser over) e usei a clássica composição preto & branco além de optar por peças que remetem ao frio e tem tudo haver com a baixa temperatura: colete de pelos, tricot e meia-calça. 





Para ver outras opções de look com essa mesma bota acesse ao blog da Estação Luxo clicando aqui


Use máscara, álcool em gel e se cuide
Um beijo e até a próxima.

© Ana Barbosa Blog | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.